O que você procura?
 
Amo Poesias › O Disfarce (Mário Quintana)


  

O Disfarce


Cansado da sua beleza angelical,

o Anjo vivia ensaiando caretas

diante do espelho.



Até que conseguiu a obra-prima do horror.

Veio, assim, dar uma volta pela Terra.



E Lili, a primeira meninazinha que o avistou,

píµe-se a gritar da porta para dentro de casa:

"Mamãe! Mamãe!

Vem ver como o Frankenstein está bonito hoje!"


Autor: Mário Quintana

Adicionado em 24/10/2008  |  Cliques: 18




 


Home | Política de Privacidade | Termos de Uso |    Copyright ©2019 Amo Poesias www.amopoesias.com