O que você procura?
 
Amo Poesias › De outras sei (Olavo Bilac)


  

De outras sei


De outras sei que se mostram menos frias,

Amando menos do que amar pareces.

Usam todas de lágrimas e preces:

Tu de acerbas risadas e ironias.



De modo tal minha atenção desvias,

Com tal perí­cia meu engano teces,

Que, se gelado o coração tivesses,

Certo, querida, mais ardor terias.



Olho-te: cega ao meu olhar te fazes ...

Falo-te — e com que fogo a voz levanto! —

Em vão... Finges-te surda í s minhas frases...



Surda: e nem ouves meu amargo pranto!

Cega: e nem vês a nova dor que trazes

í€ dor antiga que doí­a tanto!


Autor: Olavo Bilac

Adicionado em 24/10/2008  |  Cliques: 16




 


Home | Política de Privacidade | Termos de Uso |    Copyright ©2019 Amo Poesias www.amopoesias.com