O que você procura?
 


  

Como um vento na floresta


Como um vento na floresta.

Minha emoção não tem fim.

Nada sou, nada me resta.

Não sei quem sou para mim.



E como entre os arvoredos

Há grandes sons de folhagem,

Também agito segredos

No fundo da minha imagem.



E o grande ruí­do do vento

Que as folhas cobrem de som

Despe-me do pensamento :

Sou ninguém, temo ser bom.



Autor: Fernando Pessoa

Adicionado em 24/10/2008  |  Cliques: 32




 


Home | Política de Privacidade | Termos de Uso |    Copyright ©2019 Amo Poesias www.amopoesias.com