O que você procura?
 
Amo Poesias › Amazonas (Pablo Neruda)


  

Amazonas


Amazonas,
capital das sí­labas da água,
pai patriarca, és
a eternidade secreta
das fecundaçíµes,
te caem os rios como aves, te cobrem
os pistilos cor de incêndio,
os grandes troncos mortos te povoam de perfume,
a lua não pode vigiar-te ou medir-te.
í‰s carregado de esperma verde
como árvore nupcial, és prateado
pela primavera selvagem,
és avermelhado de madeiras,
azul entre a lua das pedras,
vestido de vapor ferruginoso,
lento como um caminho de planeta


Autor: Pablo Neruda

Adicionado em 24/10/2008  |  Cliques: 17




 


Home | Política de Privacidade | Termos de Uso |    Copyright ©2019 Amo Poesias www.amopoesias.com