O que você procura?
 
#598 Pesquisa por "" | 51 resultados em 9 páginas, em 0.04200 segundos





Sorriso interior  ( Cruz e Souza )
O ser que é ser e que jamais vacila Nas guerras imortais entra sem susto, Leva consigo esse brasão augusto Do grande amor, da nobre fé tranqüila. Os abismos carnais da triste argila Ele os vence sem ânsias e sem custo Fica sereno, num sorriso justo, Enquanto tudo em derredor oscila. Ondas interiores de grande ...
Tipo: Poesias


Te amo sabia?  ( Desconhecido )
Engraçado, eu te amo, sabia? Mas engraçado por que? Não é tão simples amar! Talvez eu ache engraçado esse seu jeitinho que me faz de repente. Eu não te entendo, sabia? Mas talvez nem eu me entendo! Não sei se é porque te amo e não sou amado mas o que importa? o Sol aquece e não é aquecido! Você é linda, sabi ...
Tipo: Poesias


Clara  ( Casimiro de Abreu )
Não sabes, Clara, que pena eu teria se — morena tu fosses em vez de clara! Talvez quem sabe não digo mas refletindo comigo talvez nem tanto te amara! A tua cor é mimosa, brilha mais da face a rosa tem mais graça a boca breve. O teu sorriso é delírio És alva da cor do lírio, és clara da cor da neve! A moren ...
Tipo: Poesias


De Joelhos  ( Casimiro de Abreu )
Não sabes, De joelhos, que pena Eu teria se - morena Tu fosses em vez de De joelhos! Talvez Quem sabe? não digo Mas refletindo comigo Talvez nem tanto te amara! A tua cor é mimosa, Brilha mais da face a rosa, Tem mais graça a boca breve. O teu sorriso é delírio És alva da cor do lírio, És De joelhos da cor da ...
Tipo: Poesias


Pedido  ( Gonçalves Dias )
Ontem no baile Não me atendias! Não me atendias, Quando eu falava. De mim bem longe Teu pensamento! Teu pensamento, Bem longe errava. Eu vi teus olhos Sobre outros olhos! Sobre outros olhos, Que eu odiava. Tu lhe sorriste Com tal sorriso! Com tal sorriso, Que apunhalava. Tu lhe falaste Com voz tão doc ...
Tipo: Poesias


Meu Anjo, Escuta  ( Gonçalves Dias )
Meu anjo, escuta quando junto à noite Perpassa a brisa pelo rosto teu, Como suspiro que um menino exala; Na voz da brisa quem murmura e fala Brando queixume, que tão triste cala No peito teu? Sou eu, sou eu, sou eu! Quando tu sentes lutuosa imagem Daflito pranto com sombrio véu, Rasgado o peito por acerbas dores; ...
Tipo: Poesias



<< Anterior 1 2 3 4...9Próxima >>



sorriso   escola   amizades   mensagens   medo   escola   trabalho   avo   anjos   despedida   comecar   mentiras   equipe   preconceito   ninhos   guerra   esquecer   pai   magoar   falar   caminho   heris   oportunidade   idoso   verdade   agradecimento   sorrir   beijo   casa   poesias pablo neruda   ingratidao   medo   morte   a musica   luz   


 


Home | Política de Privacidade | Termos de Uso |    Copyright ©2018 Amo Poesias www.amopoesias.com