O que você procura?
 
#2103 Pesquisa por "" | 46 resultados em 8 páginas, em 0.03565 segundos





Teu Segredo  ( Clarice Lispector )
Flores envenenadas na jarra. Roxas azuis, encarnadas, atapetam o ar. Que riqueza de hospital. Nunca vi mais belas e mais perigosas. í‰ assim então o teu segredo. Teu segredo é tão parecido contigo que nada me revela além do que já sei. E sei tão pouco como se o teu enigma fosse eu. Assim como tu és o meu.
Tipo: Poesias


As tuas mãos terminam em segredo. Os teus olhos são negros e macios Cristo na cruz os teus seios (?) esguios E o teu perfil princesas no degredo Entre buxos e ao pé de bancos frios Nas entrevistas alamedas, quedo O vendo píµe o seu arrastado medo Saudoso o longes velas de navios. Mas quando o mar subir na praia e ...
Tipo: Poesias


O SEGREDO  ( Clarice Lispector )
Há uma palavra que pertence a um reino que me deixa muda de horror. Não espantes o nosso mundo, não empurres com a palavra incauta o nosso barco para sempre ao mar. Temo que depois da palavra tocada fiquemos puros demais. Que farí­amos de nossa vida pura? Deixa o céu í  esperança apenas, com ...
Tipo: Poesias


Amor e medo  ( Casimiro de Abreu )
Quando eu te vejo e me desvio cauto Da luz de fogo que te cerca, ó bela, Contigo dizes, suspirando amores — Meu Deus! que gelo, que frieza aquela! Como te enganas! meu amor, é chama Que se alimenta no voraz segredo, E se te fujo é que te adoro louco És bela — eu moço; tens amor, eu — medo Tenho medo de mim, de t ...
Tipo: Poesias


Passado já algum tempo que os amores de Almeno, por meu mal, eram passados, porque nunca Amor cumpre o que promete, e antre verdes ulmeiros apartados, regando pelo campo as brancas flores, em lágrimas cansadas se derrete; quando a linda pastora, que compete co monte em aspereza, co prado em gentileza, por quem ...
Tipo: Poesias


A órfã na sepultura  ( Castro Alves )
Minha mãe, a noite é fria, Desce a neblina sombria, Geme o riacho no val E a bananeira farfalha, Como o som de uma mortalha Que rasga o gênio do mal. Não vês que noite cerrada? Ouviste essa gargalhada Na mata escura? ai de mim! Mãe, ó mãe, tremo de medo. Oh! quando enfim teu segredo, Teu segredo terá fim? ...
Tipo: Poesias



<< Anterior 1 2 3 4...8Próxima >>





 


Home | Política de Privacidade | Termos de Uso |    Copyright ©2017 Amo Poesias www.amopoesias.com