O que você procura?
 
#1387 Pesquisa por "" | 22 resultados em 4 páginas, em 0.03862 segundos





Saudades  ( Casimiro de Abreu )
Nas horas mortas da noite Como é doce o meditar Quando as estrelas cintilam Nas ondas quietas do mar; Quando a lua majestosa Surgindo linda e formosa, Como donzela vaidosa Nas águas se vai mirar! Nessas horas de silêncio, De tristezas e de amor, Eu gosto de ouvir ao longe, Cheio de mágoa e de dor, O sino do camp ...
Tipo: Poesias


Meus oito anos  ( Casimiro de Abreu )
Oh! que saudades que tenho Da aurora da minha vida, Da minha infância querida Que os anos não trazem mais! Que amor, que sonhos, que flores, Naquelas tardes fagueiras À sombra das bananeiras, Debaixo dos laranjais! Como são belos os dias Do despontar da existência! — Respira a alma inocência Como perfumes a flor; ...
Tipo: Poesias


Seus olhos tão negros, tão belos, tão puros, De vivo luzir, Estrelas incertas, que as águas dormentes Do mar vão ferir; Seus olhos tão negros, tão belos, tão puros, Têm meiga expressão, Mais doce que a brisa, — mais doce que o nauta De noite cantando, — mais doce que a frauta Quebrando a solidão, Seus olhos tão n ...
Tipo: Poesias


Vão Arrebatamento  ( Cruz e Souza )
Partes um dia das Curiosidades Do teu ser singular, partes em busca De alamas irmãs, cujo esplendor ofusca As celestes, divinas claridades. Rasgas terras e céus, imensidades, Dos perigos da Vida a vaga brusca, Queima-te o sol que na Amplidão corusca E consola-te a lua das saudades. Andas por toda a parte, em t ...
Tipo: Poesias


Flores Velhas  ( Cesário Verde )
Fui ontem visitar o jardinzinho agreste, Aonde tanta vez a lua nos beijou, E em tudo vi sorrir o amor que tu me deste, Soberba como um sol, serena como um vôo. Em tudo cintilava o límpido poema Com ósculos rimado às luzes dos planetas A abelha inda zumbia em torno da alfazema; E ondulava o matiz das leves borboletas. ...
Tipo: Poesias


Eu nasci além dos mares  ( Casimiro de Abreu )
Eu nasci além dos mares Os meus lares, Meus amores ficam lá! — Onde canta nos retiros Seus suspiros, Suspiros o sabiá! Oh que céu, que terra aquela, Rica e bela Como o céu de claro anil! Que seiva, que luz, que galas, Não exalas Não exalas, meu Brasil! Oh! que saudades tamanhas Das montanhas, Daqueles campos ...
Tipo: Poesias



<< Anterior 1 2 34Próxima >>





 


Home | Política de Privacidade | Termos de Uso |    Copyright ©2018 Amo Poesias www.amopoesias.com