O que você procura?
 
#1428 Pesquisa por "" | 13 resultados em 3 páginas, em 0.04933 segundos





Retrato  ( Cecília Meireles )
Eu não tinha este rosto de hoje, assim calmo, assim triste, assim magro, nem o lábio amargo. Eu não tinha estas mãos sem força, tão paradas e frias e mortas; eu não tinha este coração que nem se mostra. Eu não dei por esta mudança, tão simples, tão certa, tão fácil _Em que espelho ficou perdida a minha face?
Tipo: Poesias


Retrato do pintor Reinaldo Fonseca  ( Carlos Pena Filho )
Mas tanta cor não cabe neste espaço e arrebenta os limites que a circundam as meninas de luto que aqui dormem dentro do próprio sono se equilibram Em tuas mão manchadas de ternura, pousam brancos pássaros. por isso falas atrás da sombra, e í  luz mais forte ruminas teu silêncio inquebrantável Se o que possui o c ...
Tipo: Poesias


A MATILDE URRUTIA Seí±ora mí­a muy amada, gran padecimiento tuve al escribirte estos mal llamados sonetos y harto me dolieron y costaron, pero la alegrí­a de ofrecértelos es mayor que una pradera. Al proponérmelo bien sabí­a que al costado de cada uno, por aficción eléctiva y elegancia, los poetas de todo tiempo dispusiero ...
Tipo: Poesias


A História  ( Gonçalves Dias )
Triste lição de experiência deixam Os evos no passar, e os mesmos atos Renovados sem fim por muitos povos, Sob nomes diversos se encadeiam Aqui, além, agora ou no passado, Amor, dedicação, virtude e glória, Baixeza, crime, infâmia se repetem, Quer gravados no soco de uma estátua, Quer em vil pelourinho memorados. Eis ...
Tipo: Poesias


Auto-retrato  ( Alexandre ONeill )
ONeill (Alexandre), moreno português, cabelo asa de corvo; da angústia da cara, nariguete que sobrepuja de través a ferida desdenhosa e não cicatrizada. Se a visagem de tal sujeito é o que vês (omita-se o olho triste e a testa iluminada) o retrato moral também tem os seus quês (aqui, uma pequena frase censurada ) No a ...
Tipo: Poesias


Canto VII (Parte II)  ( Luís Vaz de Camões )
45 Destarte o Malabar, destarte o Luso, Caminhavam lá pera onde o Rei o espera. Os outros Portugueses vão ao uso Que infantaria segue, esquadra fera. O povo que concorre vai confuso De ver a gente estranha, e bem quisera Perguntar; mas, no tempo já passado, Na Torre de Babel lhe foi vedado. 46 O Gama e o Catua ...
Tipo: Poesias



<< Anterior 1 23Próxima >>





 


Home | Política de Privacidade | Termos de Uso |    Copyright ©2018 Amo Poesias www.amopoesias.com