O que você procura?
 
#1545 Pesquisa por "mensagem d 10 anos casados" | 51 resultados em 9 páginas, em 0.02112 segundos





Soneto da intimidade  ( Vinícius de Moraes )
Nas tardes de fazenda há muito azul demais. Eu saio as vezes, sigo pelo pasto, agora Mastigando um capim, o peito nu de fora No pijama irreal de há três anos atrás. Desço o rio no vau dos pequenos canais Para ir beber na fonte a água fria e sonora E se encontro no mato o rubro de uma amora Vou cuspind ...
Tipo: Poesias


Rosário  ( Vinícius de Moraes )
E eu que era um menino puro Não fui perder minha infí¢ncia No mangue daquela carne! Dizia que era morena Sabendo que era mulata Dizia que era donzela Nem isso não era ela Era uma mí´ça que dava. Deixava mesmo no mar Onde se fazia em água Onde de um peixe que era Em mil se multiplicava Onde suas mãos de alga Sobr ...
Tipo: Poesias


Lúcia  ( Castro Alves )
Na formosa estação da primavera Quando o mato se arreia mais festivo, E o vento campesino bebe ardente O agreste aroma da floresta virgem Eu e Lúcia, corrí­amos — crianças — Na veiga, no pomar, na cachoeira, Como um casal de colibris travessos Nas laranjeiras que o Natal enflora. Ela era a cria mais formosa e ...
Tipo: Poesias


Poema da gare de Astapovo  ( Mário Quintana )
O velho Leon Tolstoi fugiu de casa aos oitenta anos E foi morrer na gare de Astapovo! Com certeza sentou-se a um velho banco, Um desses velhos bancos lustrosos pelo uso Que existem em todas as estaçíµezinhas pobres do mundo Contra uma parede nua Sentou-se e sorriu amargamente Pensando que Em toda a sua vida Apenas ...
Tipo: Poesias


Ode à Poesia  ( Pablo Neruda )
Perto de cinqí¼enta anos caminhando contigo, Poesia. A princí­pio me emaranhavas os pés e eu caí­a de bruços sobre a terra escura ou enterrava os olhos na poça para ver as estrelas. Mais tarde te apertaste a mim com os dois braços da amante e subiste pelo meu sangue como uma trepadeira. E logo te transformaste ...
Tipo: Poesias


O tempo  ( Olavo Bilac )
Sou o Tempo que passa, que passa, Sem princí­pio, sem fim, sem medida! Vou levando a Ventura e a Desgraça, Vou levando as vaidades da Vida! A correr, de segundo em segundo, Vou formando os minutos que correm . . . Formo as horas que passam no mundo, Formo os anos que nascem e morrem. Ninguém po ...
Tipo: Poesias





mais chance   vamos brincar amor   vinicios moraes   olavo bilac infantis   acao   frases coracao   pensamento   frases livros romanticos   frases eu te amo   tentar   frases d renovacao   frases familia   vince lombardi frase   frases famosos   frase generosidade   poemas mulher   frases amigas   frases - estar sem dinheiro   frases amizade pablo neruda-   arte amar   poesias desconhecidas   a velhice - olavo bilac   poesias augusto anjos   poema   frase homem mentiroso   natureza   frases p pais   poema sobre bombas atomicas   poesias sobre o estudante   frases sobre conciencia cidada   poesia para irma   frases carinho para pessoas que amo   poesias apaixonada   o acervo para felicidade   frases sobre criminalidade   


 


Home | Política de Privacidade | Termos de Uso |    Copyright ©2014 Amo Poesias www.amopoesias.com